É aquela velha história… na hora de sair, a gente sempre acha que não tem roupa nenhuma! Mas na hora de lavar/passar ou guardar, haja peça! Parece que brota roupa do chão hahaha.

Recentemente, fiz uma grande limpeza e reorganização nas minhas roupas e percebi o quanto isso facilitou minha vida no dia a dia, por isso, resolvi escrever esse post com 4 dicas que coloquei em prática e melhoraram meu armário.

1. Reorganize suas roupas pelo menos duas vezes ao ano. 

closet1

Sei que parece muito, mas se você conseguir incluir mais uma grande mexida no closet/armário além daquela tradicional de fim de ano, você vai perceber que terá muito menos trabalho! Sim, porque se a cada mudança brusca de estação (verão/inverno) você separar tudo o que não usa mais, na próxima estação terá bem menos coisas encalhadas. E melhor de tudo, não dá tempo de você se esquecer de alguma peça, você vai mantê-las tão organizadinhas que não vai mais correr o risco de “perder” uma roupa legal no meio das outras.

2. Separe as peças por tipos. 

closet4

Eu separei uma gaveta só para blusinhas de “bater”, ou seja, que são usadas no dia a dia, aquelas mais simples. E separei outra gaveta para aquelas que são mais arrumadinhas. Isso deu muito certo e facilitou demais minha busca por “brusinhas” todas as manhãs.

3. Invista em mais cabides. 

closet2

Colocar poucas peças (ou só uma) em cada cabide, faz com que você visualize suas roupas com mais facilidade e isso colabora até para que elas amassem menos, porque não estarão “emboladas” com várias outras peças.

4. Desapegue de peças que não usa há mais de 1 ano. 

closet3

Eu tinha algumas peças que vinha “adiando o uso” há uns 2 ou 3 anos…até que finalmente percebi que se passou mais de 1 ano e eu ainda não encontrei uma forma de usar, é melhor doar, além de liberar espaço pode ajudar alguém que esteja precisando. É claro que essa dica não vale para peças específicas, tipo um vestido que você usa para ir a casamentos ou um casaco de inverno, pois são peças que realmente precisam de ocasiões para serem usadas.

Espero que essas adaptações que fiz – e que me ajudaram muito – também possam ser úteis para você.

Um beijo!