Já comentei por aqui que acho muito legal responder tags, porque através das respostas as leitoras (e leitores) acabam conhecendo um pouco mais sobre quem escreve o blog.

Minha amiga Joyce, do Blog Donaz da Simplicidade, me convidou para responder a Tag “Você é Linda” e depois indicar outras amigas blogueiras. Mas já adianto que se você tem blog e gostou da brincadeira, fique a vontade para responder também.

A ideia dessa tag é ressaltar pontos positivos que vemos em nós e melhorar a autoestima, legal, né?

1- Diga duas características físicas que você ama em si mesma.

Minha boca e meu cabelo.

2- Diga um talento ou habilidade.

Tenho habilidade pra fazer doces (bolos, cupcakes, brownie, etc).

3- Mostre uma foto em que você esteja se sentindo linda.

Gosto muito dessa foto, tirei em casa e com celular mesmo, mas gostei :)

izabellafoto

4- Diga três das suas melhores qualidades. 

A gente é tão acostumado a apontar os próprios defeitos (pelo menos os virginianos são assim rs), que na hora de ressaltar qualidades até se perde, mas vamos lá! Uma coisa que admiro em mim é ser amiga pra caramba. Sim, eu sou amiga até debaixo d’água. Outra qualidade é que sou bastante responsável, muito mesmo. Outra qualidade que acho que tenho é conseguir antever as coisas, sou aquele tipo de pessoa que consegue ter uma boa dedução do que vai acontecer e só quebro a cara quando ignoro essa boa perspicácia que tenho e decido agir por impulso hahah.

5- Diga algo que você se sinta orgulhosa de ter conseguido. 

Consegui fazer a pós graduação dos meus sonhos.

6- Diga uma vez que você ajudou alguém a se sentir melhor. 

Sempre que alguém me procura pra conversar e pedir opinião, tento fazer o possível pra ajudar.

7- Diga algo que você saiba fazer bem. 

Costumava escrever histórias bem, mas faz muito tempo que não escrevo esse tipo de coisa.

8- Diga um defeito que você conseguiu ou está conseguindo melhorar.

Mostrar na cara que não gostei de algo…. É difícil, mas estou tentando melhorar.

9- Mostre uma foto de um momento em que você estava bem feliz.

Ir a shows me deixa muito feliz! O da foto é um do Aerosmith há alguns anos atrás. Confesso que gostava MUITO mais quando ia com meu pai, mas desde que ele faleceu, sinto que o levo comigo a cada show que vou :)

img_4618 10- Indique três pessoas para responder.

Vou indicar duas: A Ray Monteiro do Mulher de Embarcado e a Débora Brazil do Blog da Débora.

Joyce, muito obrigada por ter me indicado, adorei responder.

Se você gostou, responda também :)

Um beijo!

 



É natural passar por algumas fases ruins na vida e, muitas vezes, elas demoram tanto pra ir embora que dá a impressão de que aquela situação chata vai permanecer pra sempre…

Mas acredite, não vai!

É difícil juntar os pedacinhos dos seus planos desfeitos, expectativas quebradas ou qualquer decepção que você tenha tido e continuar como se se estivesse tudo bem, eu sei! Mas muitas vezes a única coisa a fazer é acreditar que se não hoje, amanhã as coisas vão ficar bem. Parece uma maneira meio sonhadora de encarar a vida, mas há momentos em que a única coisa possível é se concentrar na esperança de dias melhores.

Calma, não estou te dizendo pra ter esperança e não fazer nada pra arrumar a bagunça interior. Sim, você precisa ajudar o tempo a te ajudar… Dizem que o tempo cura tudo, mas se você der uma mãozinha, quem sabe demore menos, não é mesmo? Mantenha a esperança de que logo tudo estará bem e, aos pouquinhos, vá se abrindo pra vida. Ela não acabou só porque uma fase ruim te jogou no chão.

Você é bem maior do que as coisas que estão te chateando (mesmo que ás vezes pareça que elas estão vencendo). Relembre quem você é, relembre as suas qualidades e defeitos, aproveite pra tentar reavaliar algumas atitudes, planeje seus novos caminhos … devagar e sempre!

Agora levanta, sacode essa poeira e vai ser feliz.

felicidade



Eu adoro ver as respostas das TAG’s que rolam pela internet…acho muito legal conhecer um pouco mais das blogueiras, fora do universo dos cosméticos etc.

Tag Liebster Blogs

Fui indicada pela Joyce, do Blog DonaZ da Simplicidade, para responder à TAG Liebster Award, vou explicar como funciona:

  • Devo contar 11 fatos sobre mim
  • Responder as perguntas de quem me indicou
  • Elaborar 11 perguntas
  • Indicar blogs para responder a TAG
  • Linkar a pessoa que me indicou

Vamos começar? ;)

11 Fatos Sobre Mim:

  • Sou filha única
  • Meu gosto musical é basicamente Rock/Metal
  • AMO chocolate Laka
  • Sou formada em Publicidade e fiz pós em Marketing
  • Sou corinthiana
  • Sou MUITO sentimental
  • Sou romântica do tipo incurável rs
  • Gosto de cozinhar coisas diferentes (gordices!)
  • Só como pipoca no cinema
  • Sou virginiana
  • Tenho gostos bem diferentes (entre eles mesmos rsrs) … Sou tão fã das princesas da Disney quanto de Star Wars rsrs

Respondendo as perguntas da Joyce:

1. Qual o motivo de ter criado o blog?

Sou leitora de blogs há muitos anos e sempre amei cosméticos, mas minhas amigas não são tão fissuradas nisso quanto eu. Minha mãe sugeriu no ano passado “por que você não transforma essa paixão por assuntos de beleza em um blog?”… Assim surgiu o Let’s Go, Bellas <3

2. Há quanto tempo tem seu blog?

10 meses.

3. Sua família apoia?

Totalmente.

4. Você acha a blogosfera um lugar muito competitivo?

Não tenho perfil muito competitivo, mas vejo que isso tomou conta do mundo…então todos os ambientes profissionais se tornaram competitivos e acho que não é diferente com o universo dos blogs.

5. Qual sua maior qualidade?

Lealdade.

6. Como você pretende estar daqui a 5 anos?

Feliz e realizada pessoalmente e profissionalmente.

7. Seu blog já lhe trouxe algum benefício?

O maior benefício é o prazer que ele me proporciona…adoro produzir conteúdo para o blog.

8. Além de ser blogueira, que outra profissão você tem ou teria?

Sou publicitária.

9. Diga qual seu maior medo:

Solidão.

10. O que você desejaria para o mundo em uma única palavra?

Tolerância.

11. O que espera do seu blog?

Espero que ele cresça bastante.

Minhas Perguntas Para as Indicadas:

  1. Por que criou o blog?
  2. O que mais gosta e o que menos gosta nesse universo de blogs?
  3. Conte um momento inesquecível da sua vida:
  4. Qual sua maior qualidade?
  5. O que gostaria de mudar em você?
  6. Qual seu filme preferido?
  7. Qual seu prato preferido?
  8. Se você encontrasse um gênio da lâmpada e ele te concedesse 3 desejos, quais seriam eles?
  9. Se só pudesse usar 3 itens de maquiagem pro resto da vida, quais escolheria?
  10. Qual seu hobbie?
  11.  Você assiste algum seriado? Qual?

As Indicadas:

Rayane do Blog Mulher de Embarcado

Bete do Blog Bem Me Quero

Eula Paula do Blog Eula Paula

Coraçãozinho para Post 2

Gostaram da tag? Se quiserem responder vou ficar muito feliz :D

Obrigada novamente, Joyce DonaZ da Simplicidade. eu adorei participar.

Um beijo,

Izabella



Dizem que a pressa é inimiga da perfeição, mas, convenhamos, enrolar demais para concluir algo também passa bem longe da perfeição, né? E infelizmente, cada vez mais tenho certeza que a procrastinação é um dos grandes males da nossa época!

Mil coisas pra resolver, várias “expectativas x realidade”, cobranças etc etc… É tanta coisa pra fazer que ás vezes parece melhor ir adiando até deixar tudo para a última hora.

organização 2Tarefas acumuladas viram uma bola de neve e a gente vai ficando cada vez mais perdida em meio a tantas coisas. Por isso, reuni no post de hoje algumas dicas – que estou colocando em prática e estão dando certo – para procrastinar menos.

1. Organize:

organização 1Para mim, funciona muito bem anotar todas as tarefas da semana (ou do dia) e definir prazos para concluir cada uma. Não sou extremamente rígida com os prazos, mas também não me deixo totalmente livre. Tendo horários certos para tudo (ou quase tudo) me “obrigo” a não procrastinar.

 2. Comece Pelo Mais Difícil:

organização 4Tudo o que é mais demorado ou mais chato fica ainda mais complexo se deixado por último. No início das tarefas, você tem mais disposição e é melhor usar essa energia para resolver de uma vez o que é mais difícil.

3. Desconecte

organização 5Uma das minhas maiores distrações são as redes sociais, por isso, prefiro desconectar meus perfis enquanto preciso concluir alguma tarefa. Trabalho com Marketing, e mesmo quando é algum trabalho ligado à internet, fico desconectada das minhas contas de Facebook, Instagram etc.

4. Reserve Tempo Para Não Fazer Nada

organização 3Se você tiver seu momento de diversão/enrolação/procrastinação garantido, você ficará menos tentada a se dispersar durante os momentos produtivos. Permita-se não fazer nada de vez em quando, para garantir mais foco e disposição depois.

5. Seja Realista

organização 6Não assuma compromissos e tarefas que não poderá cumprir. Mas não entre na zona de conforto, desafie-se a ir sempre mais longe e quando souber que dá conta, comece a assumir mais tarefas ou então, a concluir as que já tem com mais rapidez.

Gostou? Me conta nos comentários?

Um beijo!

Izabella



Provavelmente você já ouviu dizer que gentileza gera gentileza, né? Mas, na prática, a gente meio que se decepciona, afinal, sempre tem algumas pessoas dispostas a retribuir qualquer boa ação com coisas ruins… mas e daí? Isso é problema delas!

Minha mãe sempre diz que a gente só oferece ao outro o que tem dentro da gente e é exatamente assim que decidi levar minha vida. Se eu me esforço para ser uma pessoa cada vez mais amiga, justa e grata, são esses sentimentos que devem transbordar em mim na maior parte do tempo e, assim, é exatamente esse tipo de coisa que eu devo oferecer ao mundo!

florSão gestos simples e sempre dá para começar sutilmente, (ás vezes vale a pena seguir aquela ideia de “devagar e sempre”). Um sorriso, um agradecimento, um elogio, um favor na hora que a pessoa mais precisa, uma respirada mais intensa para se controlar e evitar uma briga… não é assim tão difícil colocar essas pequenas coisas em prática, mas a diferença que isso trará para a sua vida é enorme!

Você vai viver mais leve consigo mesma, vai esquentar menos a cabeça e vai acabar atraindo gente que está na mesma sintonia de boas práticas!

Dá pra fazer um mundo melhor começando pela gente e com pequenas atitudes. Vamos espalhar gentilezas?

*Foto: Google Imagens

Um beijo!

Izabella



Ando meio saudosista esses dias e aí achei que seria legal compartilhar com vocês algumas coisas, do começo dos anos 2000, das quais sinto saudade! Sou fã de “listas de coisas”, adoro ler as que vejo pela internet e eu espero que você goste dessa :)

Vamos começar…

Ir à Locadora

1Quase todas as sextas, eu e meus pais íamos à locadora escolher alguns filmes para ver na própria sexta ou no sábado. Hoje em dia, tem a facilidade de alugar direto da TV a cabo ou assistir pelo Netflix, por exemplo. Mas, gente, para mim, nada supera a “aventura” que era ficar passeando indecisa pelos corredores da locadora, eu amava!

Receber/Enviar Cartas

3Sim, na minha infância/adolescência já tinha internet, mas me lembro que quando uma amiga do colégio se mudou para o interior, criamos o hábito de trocar cartas e era muito legal! Eu também tinha o hábito de enviar cartões de Natal pelo correio aos meus amigos, todo mundo adorava. Não sei exatamente por que motivo parei, mas sinto saudade!

Assistir ao Disk MTV (quando a Sarah era VJ)

2Eu ficava ansiosa pra ver se minhas bandas preferidas entrariam no top 10 de clipes do Disk MTV e em 2002/2003, o Nirvana (banda da minha vida) apareceu muitas vezes com o clipe de You Know You’re Right, porque essa música veio como inédita no cd póstumo lançado em 2002.

Orkut

4Ok, aqueles gifs brilhantes eram bem toscos, mas as comunidades… ah, elas eram muito mais legais do que os grupos do Facebook! Na comunidade do filme Amélie Poulain fiz vários amigos (de diversas partes do Brasil) e todas essas amizades saíram do mundo virtual e passaram a ser presentes na minha vida “real”.

Escola

5Na época, mesmo sendo nerd, nunca imaginei que um dia diria isso: sinto saudade da escola! Sim, tinha muita gente chata, que implicava à toa e que era babaca, mas as partes boas superavam isso. Sinto saudade de ver minhas amigas todos os dias, de ir às excursões, de estudar História, de conversar e sonhar com o futuro que parecia estar muuuiiito distante.

Coraçãozinho para Post 2E, vocês, sentem saudade de alguma coisa do passado?

*Imagens do Pinterest e do Google Imagens

Beijos!

Izabella



Já faz algum tempo que tenho ido a casamentos de amigos, tenho visto amigos tendo filhos, comprando apartamentos, virando adultos de verdade.

tempo 2Mas parece que foi ontem que eu estava colecionando pôsteres do Nirvana e comprando a revista Capricho… só que não foi, já tem pelo menos dez anos que eu fazia tudo isso e meu Deus, parece que eu não vi essa década passar.

Sim, entrei na faculdade, comecei a estagiar, me formei, fui efetivada, troquei de emprego, fiz pós… fiz muitas coisas “de adulto”, mas ainda me assusto um pouquinho quando vejo que casamento, casa e filhos não estão mais assim tão distantes.

Acho que as coisas vão acontecendo e se acumulando e um belo dia quando você para e observa, se surpreende com quanto você viveu, com o quanto você superou e com o quanto você cresceu!

20 e poucos anos, alguns falam em crise de transição entre juventude e vida adulta, mas eu prefiro acreditar que é só mais uma fase que, por mais que pareça uma novidade desafiadora, vai acontecer tão naturalmente quanto todas as outras novidades passadas que um dia também pareceram difíceis…. Mas olha só, estamos aqui, falando sobre futuro e certamente, prontas (e prontos) para vive-lo da melhor forma possível.

tempo 1Um beijo!

Izabella



Sempre que um novo ano se inicia, traz junto com ele aquela sensação quase mágica de recomeço e aquela esperança de que dezenas de oportunidades maravilhosas baterão à porta. A gente sempre começa muito empolgada e cheia de promessas (jurando que – dessa vez – elas serão cumpridas). Mas aí, a rotina toma conta dos nossos dias e a preguiça/comodismo/desânimo parecem mais fortes do que todos os planos do início do ano!

O desafio é vencer a si próprio e driblar todos os obstáculos que se surgirão no caminho até suas metas. Nesses trezentos e poucos dias que teremos pela frente, vou tentar (prometo e espero cumprir) a cada dia dar mais um passo em direção às metas que defini para mim.

1Hoje vou compartilhar aqui no blog um pouquinho das minhas metas e como cheguei nelas, quem sabe sirva de ideia para alguém ;)

Minhas Metas

2Antes de criar minha lista, pensei na minha vida e dividi quase que em categorias….

Saúde e Beleza

– Atividades Físicas: Comecei no ano passado e nesse ano pretendo continuar fazendo atividades físicas pelo menos quatro vezes por semana.

– Cuidados Comigo: Quero me cuidar mais nesse ano, me sentir bem comigo mesma, sabem?

Finanças

– Guardar Dinheiro

Blog

– Fotografia: Preciso (urgentemente) estudar um pouco mais sobre câmeras, para poder melhorar as fotos do blog!

– Vídeos: Aprender a mexer em algum editor de vídeos

– Programar Posts: Programar com antecedência para não ficar “sem saber o que postar”.

Pessoais

– Me superar e ser mais corajosa

– Fazer pelo menos uma viagem legal

Espiritual

– Rezar mais

– Agradecer (e me sentir verdadeiramente grata) muito mais!

Coraçãozinho para Post 2Essas são algumas das metas que pretendo cumprir nesse novo ano! E você, já fez sua lista de metas?

Um beijo!

Izabella



É estranho um título desses em um post feito em pleno ano de 2015. Se eu fosse uma pessoa do século 18 e me contassem que hoje (2015, gente) nós, mulheres e meninas, ainda sofreríamos algum tipo de opressão, eu não acreditaria.

Mas, as estatísticas, os relatos que vemos e ouvimos quase que diariamente e também as experiências pessoais nos mostram que sim, em 2015, mulheres ainda são diminuídas. Não quero fazer um discurso de ódio e muito menos propor uma guerra de gêneros, muito pelo contrário, senti a necessidade de escrever esse texto para dizer que espero um dia poder fazer parte de uma sociedade mais igual, em que mulheres e homens sejam tratados (e se tratem) com respeito.

igualdade 1Minha adolescência começou mais ou menos em 2002/2003 e nessa época ninguém falava sobre empoderamento, direitos, etc. As revistas femininas não falavam nunca (ou quase nunca) sobre autoestima verdadeira, liberdade de escolha, entre outras coisas fundamentais para a formação de mulheres que podem ser livres. Sim, essas revistas falavam muito sobre sexo, mas sempre de uma maneira em que a mulher deveria ser e fazer tudo para agradar somente ao parceiro.

Colunas em que garotos opinavam sobre o comportamento, corpo e roupas das meninas (de maneira MUITO preconceituosa) eram comuns. E, você, com seus 13/14/15 anos, não entendia que eles eram babacas… entendia que a errada era você, que não se encaixava em todos aqueles padrões.

Hoje, percebo que as próprias mulheres cobram uma postura mais respeitosa e inclusiva por parte dos veículos de comunicação. Mas, ainda assim, as coisas estão bem distantes do cenário ideal.

igualdade 2Resumidamente, vou descrever alguns dos motivos que me fazem acreditar que nós, mulheres, ainda somos desrespeitadas e desvalorizadas… Ainda hoje, em algumas empresas, mulheres que ocupam os mesmos cargos de homens ganham bem menos do que eles. Ainda hoje, mulheres são estupradas. Ainda hoje, mulheres são julgadas pela sua forma física. Ainda hoje, mulheres são expostas a todo tipo de violência. Ainda hoje, mulheres sentem medo de andar sozinhas muito cedo ou muito tarde. Ainda hoje, algumas pessoas acreditam que mulheres não podem ser o que elas quiserem.

A cultura de diminuição da mulher só nos deixará cada vez mais expostas. E uma mulher é diminuída a cada vez que é julgada por não querer ser mãe, ou por querer abandonar o emprego para cuidar dos filhos, ou por ter o sonho de se casar, ou por não ter o sonho de casar, ou por querer assumir um cargo de liderança, ou por querer ser dona de casa, ou por querer seguir uma profissão onde não há muitas mulheres… uma mulher é diminuída a cada vez que respeitosamente ela tenta ser o que quer ser e, então, é severamente julgada (apenas por querer ser quem ela realmente é).

Respeito é essencial.

Fonte das imagens: Pinterest

Beijos!

Izabella



Fazemos parte de uma geração treinada para ter sucesso em todos os aspectos da vida. É como se tivéssemos sido “preparados” para conquistar as coisas mais incríveis! Alcançar a posição de CEO na empresa com apenas 1 ano de trabalho, falar vários idiomas, ter um carrão de parar o trânsito, curtir a solteirice nas melhores baladas e, “na hora certa”, encontrar o amor certo e definitivo. Como se a vida fosse um filme. Somos a geração que veio com a obrigação de ser incrivelmente feliz e de ter satisfação em cada pequena coisa que tentar realizar.

post 4Mas aí, essa geração vai percebendo que a vida não é assim tão colorida. Tropeços, erros, alguns acertos, decepções, conquistas, perdas… uma sucessão de coisas que fazem parte da realidade, mas que pra pessoas imediatistas como nós ás vezes parecem o fim do mundo. E, sim, o mundo acaba muitas vezes, para cada pessoa de um jeito diferente. E cada fim, leva junto um pedacinho da gente ou pelo menos um pedacinho de algum sonho que tínhamos construído.

O tempo vai passando e um belo dia você percebe que já não é mais criança e que ser adulto é um treco chato pra caramba… é nessas horas que você sente saudade da época em que dormia no sofá e acordava na sua cama.post 2Como adulto, você precisa encarar sua própria vida. Depois que a faculdade acaba, depois dos primeiros amores frustrados, depois dos primeiros empregos onde te exploravam pra caramba, depois dos primeiros chefes detestáveis, você vê que talvez seja hora de olhar de frente para todos aqueles sonhos que você achava que iria realizar magicamente. Ok, você talvez até esperasse ter que se esforçar um pouquinho, mas provavelmente não pensou que as coisas não dependem só do seu esforço para darem certo. post 5Quando as frustrações te chacoalham, você finalmente entende que talvez seja hora de recomeçar. Tentar de novo, dar alguns passos para trás e repensar não são sinais de que você não deu certo na vida, muito pelo contrário…. São sinais de que você está maduro o suficiente para encarar a vida e se adaptar. Por isso, sempre que for preciso, recomece!

E no final das contas, nem tudo é tão ruim… dias bons também acontecem, pessoas legais ainda existem, o amor ainda vale a pena e todos nós ainda vamos aprender muito com tudo isso. Novamente, se for preciso, recomece…vai valer a pena!

Bjs!

Izabella